Sinais de alerta de imunodeficiência

comentários
05.mar.17

É cada vez mais comum pessoas que sofrem com a incidência e a reincidência de diferentes infecções ao longo da vida.

É por isso que a Fundação Jeffrey Modell (EUA) elaborou dez sinais de alertas que auxiliam na identificação de uma provável deficiência do sistema imunológico, para ajudar no diagnóstico precoce da imunodeficiência facilitando o tratamento e ampliando as chances de o paciente levar uma vida próxima do normal.

Antes de apresentar os sinais, seguem algumas breves explicações sobre imunidade, imunodeficiência e o papel do sistema imunológico.

O que é imunidade?

A imunidade nos ajuda a nos mantermos saudáveis. Portanto o sistema imunológico mantém a maioria das pessoas saudáveis na maior parte do tempo.

Todo mundo fica doente de vez em quando, mas se você tiver um sistema imunológico normal, você deve estar bem na maior parte do tempo.

O nosso sistema imunológico é composto por diferentes tipos de células, proteínas e órgãos do corpo que trabalham juntos para proteger nosso organismo das infecções.

Como o sistema imunológico mantém as pessoas vivas?

O sistema imunológico nos matem vivos reconhecendo e respondendo a sinais de perigo. Não é necessário que o sistema imunológico esteja ativo 24 horas por dia, 7 dias por semana, porém ele precisa estar alerta aos acontecimentos ao redor e responder quando necessário.

Ele precisa ser capaz de reconhecer um sinal de perigo, identificar o risco e combatê-lo antes que algum mal lhe seja feito.

Como são causadas as infecções?

As infecções podem ser causadas por ataques de vírus, bactérias ou fungos ao nosso organismo.

A presença de um destes é o sinal de perigo que o sistema imunológico deve supostamente reconhecer para combater e nos proteger de uma infecção.

O que é imunodeficiência?

Imunodeficiência é o termo para descrever o que acontece quando o sistema imunológico é incapaz de proteger contra bactérias, vírus e outros perigos do meio ambiente.

O tipo de imunodeficiência mais conhecida é a imunodeficiência adquirida causada pelo vírus imunodeficiência humana (HIV).

Diferentemente da imunodeficiência adquirida, as imunodeficiências primárias (IDPs) são genéticas e hereditárias, ou seja, a pessoa já nasce com o problema.

A principal característica das IDPs é a presença de infecção de repetição e/ou grave que acompanham algumas pessoas ao longo da vida.

Por isso é importante o diagnóstico precoce que facilita o tratamento e amplia as chances de o paciente levar uma vida próxima do normal.

Quais são os dez sinais de alertas que auxiliam na identificação de uma provável imunodeficiência?

A Fundação Jeffrey Modell (EUA), elaborou sinais para Imunodeficiência Primária na Criança. Na presença de mais de um desses sinais, recomenda-se investigar.

1. Duas ou mais Pneumonias no último ano

2. Quatro ou mais novas Otites no último ano.

3. Estomatites de repetição ou Monilíase por mais de dois meses.

4. Abcessos de repetição ou ectima.

5. Um episódio de infecção sistêmica grave (meningite, osteoartrite, septicemia)

6. Infecções intestinais de repetição / diarréia crônica / giardíase

7. Asma grave, doença do colágeno ou doença auto-imune

8. Efeito adverso ao BCG e/ou infecção por Micobactéria

9. Fenótipo clínico sugestivo de síndrome associada a Imunodeficiência.

10. História familiar de imunodeficiência.

Fonte:  http://www.imunopediatria.org.br/

Tags: , , , ,

Deixe seu comentário